7 de jan de 2019

Bandersnatch, falsa autonomia e uma playlist de 80's.

Olá, tudo bem por aí? 
                    Pra quem não me conhece, me chamo Larissa; fui dona de outros dois blogs: o Alguns Rabiscos (2014-2016) e o Ordine et Confusione (2016-2017). Depois de mais de um ano longe da blogosfera, senti falta de ter um local para interagir com novas pessoas e amizades antigas que fiz ao longo do últimos quatro anos. Não irei me estender a respeito do porquê desisti do antigo blog e nem explicando mais sobre esse, mas caso alguém, por um milagre, queira saber, pode clicar aqui. Isso está sendo um remeço bem legal para minha pessoa, então espero que sintam-se a vontade e gostem daqui e continuem a me acompanhar.

                   Recentemente, foi lançado pela rede de streaming Netflix o filme da aclamada série "Black Mirror", o Bandersnatch. O que mais impulsionou a curiosidade dos telespectadores, é o fato de ser um filme interativo, onde pode-se escolher a série de acontecimentos do filme, que terá um específico final com base em suas escolhas. Uma das reclamações de quem o assistiu, foi o fato de que, sim, podemos selecionar as escolhas ao decorrer dos episódios, porém, todas nos direcionam a certas cenas onde somos obrigados a escolher aquilo previamente estabelecido pelos produtores. Pois bem, era exatamente isso o que queriam nos passar. A premissa da série sempre foi mostrar "seres humanos x tecnologia", englobando, principalmente as consequências dessa relação, como todos ou quase aqui já devem saber. Dessa vez, não foi diferente; teve o intuito de mostrar como a tecnologia nos dá a falsa sensação de que podemos escolher o que queremos, quando, na verdade, somos direcionados a consumir coisas específicas. Pensando nessa questão, senti vontade de abrir hoje um espaço aqui para dialogarmos sobre se de fato somos autônomos ou não; e caso concordem com a ultima opção, acham possível que nos livremos do certo controle gerado pelo meio tecnológico? Vamos lá.


O conteúdo e template deste blog é produzido por eu, Larissa, exclusivamente para o mesmo. Não reblogue nada sem meu consentimento.
Caso sua empresa seja proprietária de alguma imagem, áudio e/ou vídeo aqui postado,
entre em contato para solicitar a retirada ou atribuição de créditos. | Melhor visualização: Chrome, zoom de 100%. | Termos de uso